Segurança em Condomínios

Nos últimos anos, percebemos o aumento considerável de ameaças e violência que parecia estar distante de todos nós, algo que víamos através dos meios de comunicação em outros países ou em filmes, e até pensávamos estarmos seguros de algo com proporção grandiosa. Já podemos considerar que não estamos longe de uma realidade desafiadora e violenta. Todo lugar pode ser alvo, em qualquer momento, basta que haja simplesmente a oportunidade, para que pessoas mal intencionadas aproveitem a situação e venham consumar um delito. Tal eventualidade pode ser vista como falta de segurança que facilitará a ação dos agressores.
Muitos condomínios são procurados pelas pessoas com a esperança de que fiquem mais seguras, assim resguardando aquilo que conquistaram durante muitos anos, ou simplesmente procurando por uma sensação de segurança que lhe é vendida, sempre preocupadas com possíveis invasões, arrastões, roubos entre outros diversos tipos de crimes, que hoje aterrorizam a sociedade, na saída ou chegada em suas residências diariamente. Existem casos que as pessoas se ocupam de forma tão intensa, que nem sequer lembram que precisam tomar algumas atitudes para dificultar a ação em possível situação de agressão. Este momento pode ser o mais terrível de sua vida e deixar seqüelas incalculáveis.
Morar simplesmente em um condomínio não traz efetivamente segurança, por mais que se tenha câmeras, interfone, porteiro, portão automático e outros meios, estes serão inúteis para ações de bandidos experientes, que sabem aquilo que estão fazendo e com qual objetivo. Utilizam os mais diversos tipos de argumentos, para entrar em condomínios, seja residencial, empresarial, horizontal ou vertical, pois o objetivo geralmente é subtrair bens. Para não haver falhas no momento da ação criminosa, fazem um acompanhamento da rotina da possível vítima, aumentando a chance de sucesso no ato delituoso. Em determinado estágio do terror, possivelmente os agressores irão dizer que já conhecem os passos das pessoas que pertencem ao meio social do agredido, desta forma deixando mais vulnerável a pessoa que já está abalada.
Diante dos facilitadores, ou seja, sistemas inadequados de segurança, pessoas despreparadas para a atividade (portaria e segurança) e a falta de colaboração dos moradores, hoje as quadrilhas estão se especializando neste tipo de invasão, até mesmo os outros moradores não chegam a suspeitar de algo fora do normal. Ainda existe entre os moradores certa resistência quando se fala em plano de segurança para condomínios, pois o investimento nesta área costuma estar fora do esperado, e se imagina que colocando uma ou duas câmeras já está resolvido o problema, mas normalmente o assunto é mais complexo e exige a avaliação de um profissional qualificado. Em momentos de banalização da segurança, as empresas e órgãos podem contar com o Gestor de Segurança, que tem uma visão ampla sobre o assunto, além de nível superior na área, afinal, a vida e o patrimônio de todos os condôminos dependem da estrutura que será realizada para cada situação em relação ao cenário de cada local, e a política de segurança de cada ambiente.
Na Grécia antiga, há centenas de anos atrás, a sociedade vivia cercada por muralhas com lanças e diversas formas de planejamentos estratégicos para os casos de possíveis invasões. Em pleno século vinte e um, tempo de alto desenvolvimento globalizado e avanço tecnológico, estamos retrocedendo em nosso comportamento humano, devido à violência que sofremos nos momentos em que deveríamos estar aproveitando todo resultado histórico, para amadurecer e nos desenvolver, sempre almejando um dia melhor para viver em paz, mas nossa realidade nos leva de volta, em atitudes que ninguém imaginava que fosse regredir no tempo para proteger seus bens. Até que ponto as pessoas continuarão agindo como na idade antiga e se trancando cada vez mais, sem ter a segurança dentro de suas próprias moradias?! Será que chegará o dia em que a população terá tranqüilidade para sair e retornar para suas residências?!!.

Fonte: Portal da Blindagem

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*