Em Sapezal polícia prende oito por tráfico, roubo de veículos e homicídio

Oito pessoas de uma mesma quadrilha foram presas em flagrante pela Polícia Civil, no município de Sazepal (480 km a Noroeste da Capital), na Operação “Acerto de Contas”, desencadeada no início da semana, na cidade. Os presos Arnoldo Borges de Almeida, Gelliam Patricio de Pinho, Thiago Fernandes de Aquino, Vitor Hugo de Souza Dias, Magno Cesar Fanaia, Gilmar Arcanjo Moreira, Fábio Moretti Carlos e Fabrício Lourenço.

A Polícia Civil iniciou o trabalho de investigação após um homicídio ocorrido no dia 13 de maio deste ano em Sapezal.

A vítima, Inocêncio Barbosa Correia, que já vinha sendo investigado pela suspeita de traficar entorpecente na cidade, foi morta no bairro Águas Claro. Inocêncio foi atingido por vários golpes de faca, ainda vivo teve derramado sobre seu corpo gasolina e depois os criminosos atearam fogo.

Os investigadores durante diligências para identificar os autores, constataram que Inocêncio foi morto por acerto de contas entre traficantes. Ele também estava envolvido em crimes de roubos de veículos. Os carros eram levados para a cidade de Pontes e Lacerda, sendo trocados por drogas.

Além de outros roubos praticados pela quadrilha em Sapezal com intuito de obter valores e adquirir entorpecente. Eles revendiam a droga na própria região.

Com levantamento de informações, a Polícia Civil conseguiu realizar as primeiras prisões em flagrante. Os três presos, Gelliam, Thiago e Vitor Hugo foram surpreendidos pelos investigadores dentro de um banheiro de um posto de gasolina. “Eles estavam tomando banho com as roupas sujas de sangue”, disse uma testemunha aos policiais.

O trio foi conduzido à delegacia municipal. De acordo com a delegada que comandou a ação, Cinthia Gomes da Rocha Cupido, com as três prisões a Polícia Civil identificou outras cinco pessoas envolvidas no esquema de venda ilegal de entorpecentes.

“Magno foi preso próximo a um hotel na cidade com 100 gramas de pasta-base de cocaína. Gilmar, Fabio e Fabrício revendiam a droga na cidade, conhecidos como ‘avião’. E também foram reconhecidos por uma vítima de roubo. Conforme testemunhas eles agiam sempre com muita violência”, especificou a delegada.

O acusado Arnoldo foi o último a ser preso em flagrante. A Polícia Civil conseguiu localizá-lo na quinta-feira (24.05), em um bar em frente ao hotel onde costumava a se hospedar. Com Arnoldo os investigadores apreenderam R$ 320 reais, além de 3 pedras de pasta-base de cocaína.

No quarto do hotel, os policais encontraram mais de 100 gramas de cocaína, pronta para serem comercializadas. Arnoldo é considerado o articulador da quadrilha.

Fonte: O Documento

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*