Cuidados com o “blindado”

O clima de insegurança que as cidades mais populosas do Brasil experimenta atualmente, está contribuindo para o aumento do serviço de blindagem de carros no País. A média do preço da blindagem é da ordem de R$ 50.000,00, dependendo do modelo do veículo. No que concerne à manutenção de um veículo blindado, podemos afirmar que a mesma requer cuidados especiais.

Os vidros dos carros blindados não podem ser limpos com produtos ditos “abrasivos”. Também é importante recomendar evitar deixar o carro exposto ao sol por largo espaço de tempo, a fim de evitar que os vidros sofram choque térmico, provocando o descolamento da camada de policarbonato, produto responsável pela proteção. Os pneus, por outro lado, devem ser calibrados com 3 libras acima do recomendado pela fábrica (vide manual do proprietário).

Autos & Motores lembra que dirigir um automóvel blindado requer cuidado extra, pois ele é mais pesado aproximadamente 200 quilos.

Uma das preocupações dos proprietários de carros é quanto a garantia de fábrica dos mesmos (blindá-los significa perdê-la?). Não, hoje é possível manter a garantia, graças aos acordos que as “montadoras” estão fazendo com as empresas de blindagem. Exemplo: Avallon e Oregon, parceiras da Hyundai do Brasil.

No que concerne à desvalorização do carro após a blindagem do mesmo, se está for bem feita, é da ordem de 20% no primeiro ano e de 10% a cada ano seguinte.

Não tente economizar na hora de “blindar” seu automóvel. Essa prática é perigosa, visto que o procedimento tem como objetivo primacial a proteção dos ocupantes do mesmo. Seja criterioso na escolha da empresa blindadora. Certifique-se de que ela é autêntica indústria de blindagem de automóveis, com larga experiência no mercado. Importante, também, é estar atento ao nível de proteção. Hoje, o mais comum é o “NIJ III”, que protege contra disparo de armas de fogo até o calibre 44.

Segundo a ABLABIN, associação que congrega as empresas blindadoras no Brasil, foram blindados 3.423 veículos automotores no primeiro semestre do ano em curso no País (9% a mais que no mesmo período do ano passado).

Fonte: TribunadoNorte

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*