Vai comprar um blindado? Veja as dicas

Que tal comprar um Omega 1999, blindado, por R$ 31 mil, ou um Astra 2002, também à prova de bala, por R$ 40 mil? Pois bem, pelo menos no mercado de usados, fica mais fácil ter um carro capaz de proteger os ocupantes de tiros de arma de fogo. Mas é bom tomar vários cuidados antes de decidir pela compra, segundo a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin). Entre as principais recomendações, destacam-se algumas mais importantes, como ter certeza que a empresa que blindou o carro tem o Certificado de Registro emitido pelo Exército. Sem esse documento, a empresa não pode atuar no segmento, uma vez que o carro blindado integra a lista de produtos controlados. Certifique-se também que a blindagem foi feita tanto na parte transparente (vidros), quanto nas áreas opacas.

Toda a cabine deve estar protegida, já que o Exército proíbe a blindagem parcial. Saiba também se o nível de blindagem do carro está de acordo com sua necessidade de segurança. Para isso, é preciso consultar a tabela de resistência balística. Todas as descrições utilizadas pelas empresas blindadoras devem indicar a resistência aos projéteis, equivalente aos níveis definidos pelo Exército. O Termo de Responsabilidade também é muito importante, já que é um documento que descreve cada um dos materiais usados na blindagem e sem o qual o Exército não permite o registro do veículo blindado. Esta é a garantia do seu veículo, o termo legal no qual a blindadora se responsabiliza pelo serviço. Bem, ficam aí as principais dicas. Quem tiver outras, ou que já teve problemas com carros blindados, por favor, use o espaço desse blog para um debate interessante e construtivo.

Fonte: Jornal da Tarde

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*