Quadrilha especializada em roubo de carros forte é presa

Polícia descobriu assalto que ia ser realizado na sexta-feira

Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), após dois meses de trabalho de monitoração de casos de roubo de veículos prenderam, na terça-feira (6), integrantes de uma grande quadrilha especializada em roubo a carros forte, veículos, caminhões e cargas. Os crimes eram cometidos com armas de cano longo e de uso restrito.

As investigações levaram os policiais a descobrir que o local onde os suspeitos se reuniam era na Rua Ari Taborda, no bairro Osternack, em Curitiba. As equipes da DFRV montaram um esquema de espionagem e invadiram a residência. Eduardo Felipe Machado, 28 anos, e Marcelo Correa Costa, 31, tentaram fugir, mas foram recapturados pela polícia. Na casa, foram presos Simone Teixeira de Andrade, 28 anos, que estava em liberdade provisória após já ter sido presa pela Polícia Federal com drogas e um fuzil; e Karis Mona Siewert, 26, namorada de Eduardo.

Segundo informações da polícia, Eduardo já tinha histórico criminal por roubo e formação de quadrilha. Marcelo tinha passagem por roubo, formação de quadrilha e furto. Na casa, foram apreendidos um fuzil calibre 556 com um carregador municiado com 27 projéteis; uma carabina modelo 586.2 calibre 12 municiada com sete cartuchos intactos; e uma carabina modelo 586 calibre 12 municiada com sete cartuchos intactos;

No local também foram encontradas duas pistolas Taurus modelo 24/7 calibre .40, com um carregador municiado, sendo que uma delas pertencia a Polícia Militar do Paraná; uma pistola Taurus calibre 380, com um carregador municiado; um carregador para pistola S&W calibre .40 e diversas munições de demais calibres. Foram apreendidos mais quatro coletes balísticos, inclusive com proteção para calibre 9 milímetros; rádios comunicadores na frequência das polícias; balaclava; celulares e outros objetos que ainda estão sendo investigados e periciados.

O delegado-chefe da DFRV, Marco Antonio de Góes Alves, determinou a invasão da polícia após tomar conhecimento de que um grande roubo a um carro forte de um hipermercado de Curitiba seria realizado na sexta-feira (9). A estimativa é de que os suspeitos levariam cerca de R$ 7 milhões. “O acompanhamento durante esse período foi bastante árduo devido ao alto grau de periculosidade da quadrilha, porque todos os suspeitos já foram presos anteriormente e variavam o modo de agir”, comenta o delegado.

Fonte: Jornale

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*