Guaritas blindadas reforçam segurança de condomínios

Portões, câmeras em todos os cantos do edifício, clausuras, aumento do número de seguranças… Tudo isso parece não ser suficiente para garantir a integridade dos condôminos de luxo e dos profissionais que ali trabalham. Para prevenir e se defender das ações cada vez mais ousadas dos criminosos, muitos edifícios estão recorrendo à blindagem de suas guaritas e até mesmo de fachadas inteiras.

Com vidros à prova de balas e paredes revestidas com chapas de aço de mais de meia polegada e que suportam disparos de Magnum .44, as guaritas blindadas são verdadeiros abrigos para os funcionários que guardam a segurança dos moradores e freqüentadores do edifício.“Numa guarita blindada, o funcionário tem proteção suficiente para tomar providências em caso de emergência, como acionar a polícia”, afirma Gutto Pinesi, vice presidente da Câmara de Blindagem Arquitetônica da Abrablin e presidente da Inova Glass, empresa que produz e instala vidros, portas e caixilhos blindados para toda linha de blindagem arquitetônica.

A eficiência dessa ferramenta contra o crime está fazendo com que outras construções adotem a guarita reforçada. “Além de condomínios, algumas empresas, o metrô e até shoppings centers estão blindando suas guaritas, em busca de mais segurança”, diz o executivo.

Esse tipo de serviço, porém, deve ser cercado de cuidados e recomendações. “Não adianta blindar uma guarita sem instruir a pessoa que trabalhará lá dentro para que não cometa erros, como deixar a porta aberta ou sair para receber encomendas, por exemplo”, alerta Pinesi. “É preciso que haja um passa volumes que, ao ser aberto para o entregador, esteja fechado do lado interno”, explica o especialista. Segundo ele, o mais importante antes de contratar a empresa de blindagem, é solicitar toda a documentação da empresa contratada para que não haja problemas quanto a certificação e autorização para fabricação dos produtos controlados.

Fonte: Portal da blindagem

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*