EFEITO BLINDAGEM EM PRÉDIOS DE SÃO PAULO

oi-se o tempo que morar em edifícios era sinônimo de tranquilidade e segurança. Há cada vez mais quadrilhas especializadas neste tipo de roubo. E a cidade de São Paulo, chamada de “floresta de pedra”, acabou se tornando uma espécie de pote do ouro para os ladrões. Entre a noite do último sábado, dia 7, e a manhã de domingo, dia 8, bandidos invadiram três prédios na capital. Em um dos assaltos, a quadrilha chegou a manter uma família refém, mas se rendeu horas mais tarde.

Os casos de assaltos cresceram entre 2008 e 2009. Somente nos dois primeiros meses deste ano, 5 edifícios residenciais foram roubados, em São Paulo. Em todo o ano passado, foram 7 casos.

Para se proteger da ação dos bandidos, empresas do setor investem cada vez mais em segurança. As construções viraram verdadeiras centrais de comunicação e fortalezas: câmeras, vidros escuros, cercas elétricas e mais grades. Um sistema muito comum nos prédios é o chamado botão de pânico. Ao ser acionado, o botão emite um alerta na empresa responsável pelo sistema de segurança que, em seguida, avisa a polícia.

Apesar de todo o aparato de segurança que, em alguns casos, pode fazer a mensalidade do condomínio dobrar, especialistas apontam diferentes tipos de falhas nos prédios. Uma delas é a falta de funcionários qualificados. Para estes especialistas, não se pode colocar um porteiro que ganha 400 reais mensais para cuidar de apartamentos que chegam a valer 1 milhão de reais cada um. Outro problema são os próprios moradores que têm seu papel na segurança. Não podem, por exemplo, sair do edifício se houver alguém sendo identificado na portaria.

Fonte: Blog da Comunicação

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*