Carro blindado cai nas graças dos motoristas

O carro blindado tem deixado cada vez mais de ser item de luxo para ser considerado necessidade de proteção frente à violência urbana presente não apenas nas capitais dos Estados, mas também nas cidades litorâneas e até mesmo nos antes pacatos municípios do interior.
O que os usuários desse tipo de serviço precisam saber é que, para conduzir um blindado, é necessário um comportamento diferenciado.

“Dirigir um carro com a proteção blindada implica mudança de atitude do condutor. O primeiro passo é eliminar costumes como o de andar com portas destravadas e vidros abertos. Parece mentira, mas muitos se sentem tão seguros dentro de um blindado que acabam descendo os vidros, mesmo que parcialmente. Uma abertura mínima torna a blindagem completamente ineficaz”, afirmou o especialista Rogério Garrubo, da Concept Blindagens, uma das maiores empresas do setor no País.

De acordo com Garrubo, ao contrário do que muitos proprietários de blindados pensam, o fato de estar guiando um veículo reforçado requer ainda mais atenção por parte do motorista. “A segurança deve ser sua preocupação frequente. É importante, por exemplo, que esteja atento ao seu redor, sempre dando um espaço maior do que o normalmente dado entre o seu carro e o da frente. Essa ação viabiliza uma manobra de fuga em caso de ataque”, explicou o especialista da Concept. A empresa oferece curso especial de direção para quem decide recorrer à blindagem.

O motorista também deve estar devidamente treinado para não se deixar levar pelo fator surpresa e nem ficar em choque em uma eventual abordagem. O tempo de reação deve ser o mais veloz possível. Desde a recuperação do susto, passando pela análise do cenário ao redor e da rota possível de fuga até a aceleração do carro em busca da evasão da zona de perigo. Garrubo, porém, faz o alerta. “O sucesso da ação só será possível se o condutor confiar totalmente na blindagem de seu veículo. Daí a extrema importância de fazer o serviço com empresas sérias, devidamente regularizadas pelo Exército, que é o órgão responsável pela fiscalização do segmento”, disse.

“No setor de blindagem, não é raro encontrarmos empresas oferecendo o serviço com preço muito abaixo do praticado no mercado. Desconfie dessas. Quem procura pelo serviço de blindagem quer proteção, acima de tudo. Justamente por tal interesse, não deve ter o fator preço como determinante na escolha da blindadora. Mais importante que economia é a qualidade do serviço e a certeza de estar efetivamente protegido”.
O especialista da Concept também orienta que interessados na blindagem automotiva procurem se cercar de informações antes de qualquer procedimento. Uma visita ao site da Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin), o www.abrablin.com.br, pode ser de grande valia para tirar dúvidas sobre o assunto.

Fonte: Mogi News

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*