“Rezei para que a lataria do carro me protegesse”, diz médica que viu perseguição a criminoso

A médica Hashilla Cordeiro de Cicco estava a caminho do trabalho quando se deu conta de que estava no meio de uma perseguição policial que terminou em tiroteio no final da tarde desta sexta-feira (8). Ela contou que viu quando o suspeito bateu na traseira de seu carro, deu ré e atropelou ao menos dois policiais.

– Me abaixei dentro do carro. Rezei para que a lataria me protegesse dos tiros.

Ainda assustada, Hashilla contou jamais ter passado por algo parecido e que ficou muito nervosa com todo o tumulto. Ela chegou a ser acalmada por um dos policiais quando a perseguição acabou.

O farmacêutico Ricardo Duarte estava indo para um show do rock, que acontece nesta noite na capital paulista. Ele saiu do carro e tentou fugir do tiroteio, mas foi confundido com um criminoso pelo tenente Thiago José Tomazela, que apontou para ele uma submetralhadora. Duarte disse que só entrou em pânico quando ouviu os primeiros tiros.

– Eu só levantei os braços. Estava de costas e não tinha percebido que tinha um PM atrás de mim.

A perseguição policial causou pânico na região do shopping West Plaza, perto da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, no final da tarde desta sexta-feira. Enquanto fugia em um carro Fiesta, aparentemente blindado, o suspeito bateu em vários carros na rua Senador Auro Soares de Moura Andrade e, ao dar marcha à ré, atropelou ao menos duas motos da Polícia Militar.

A ação terminou quando o carro em que estava o criminoso ficou encurralado entre outros dois veículos. Policiais militares atiraram contra o carro. O suspeito levou um tiro na mão e, segundo policiais no local, foi levado para ao pronto-socorro Sorocabano. Outros dois PMs sofreram escoriações leves, afirmou o tenente da PM Thiago José Tomazela.

Um dos motoristas que teve o carro atingido durante a perseguição se exaltou e deu chutes no suspeito, já imobilizado no chão pelos policiais.

Marcelo Aparecido Ferreira foi atropelado pelo carro dirigido pelo suspeito e teve a moto prensada por um ônibus e um carro. Ele saiu sem ferimentos. O PM abordou o suspeito na Nova Luz, na esquina da avenida Rio Branco com a rua Helvétia. O policial contou ter desconfiado da atitude dele e, ao abordá-lo, o criminoso fugiu, passando por diversos sinais vermelhos nas ruas Barão de Limeira, Barra Funda, Amaral Gurgel, avenida Rio Branco e alameda Nothmann.

Segundo a PM, o suspeito não estava armado. Ele é foragido da Justiça e estava detido em centro de detenção de Juqueirópolis, no interior de São Paulo. Ele aguardava julgamento na penitenciária por crime de roubo e fugiu durante o indulto de Natal de 2009. A PM afirmou que ele já foi preso por outros delitos, mas não soube informar quais.

Fonte: R7

Publicado na categoria: noticias | Com a tag , , , | Faça seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*